top of page
  • Bora Viajar pelo Mundo

Gran Santiago

Santiago, a capital e maior cidade do Chile, leva consigo muita história e sofrimento.


Bora conferir alguns pontos turísticos de Santiago??



Palácio de La Moneda

O Palácio de La Moneda é a sede da Presidência da República do Chile. O prédio foi projetado para abrigar a Casa da Moeda, na época em que o Chile era uma colônia espanhola, porém devido a falta de recursos, o projeto foi financiado por Francisco García de Huidobro, I Marquês de Casa Real, sendo construído entre 1786 a 1812.


A função do prédio como Casa da Moeda durou até 1929. Foi residência oficial de presidentes até 1958. E durante o golpe de estado de 11 de setembro de 1973, depois de passar por três horas de luta e bombardeio, o Palácio de La Moneda foi tomado pelo exército. Ao longo da ditadura de Augusto Pinochet, foram feitas alterações no palácio. Após o fim da ditadura, o edifício foi restaurado ao seu original.


Hoje, o Palácio de La Moneda sedia a cerimônia da troca de guarda, no qual acontece em dias alternados. E é possível visitar o palácio por dentro, por meio de uma visita gratuita e acompanhada por guia, porém é preciso fazer o agendamento com antecedência através do site.



Centro Cultural Gabriela Mistral

O Centro Cultural Gabriela Mistral, ou simplesmente GAM, foi construído para sediar a Terceira Conferência das Nações Unidas sobre o Comércio e Desenvolvimento, em 1972. Após a conferência, o prédio foi usado como centro cultural.

Durante a ditadura, o edifício foi transformado em um centro de operações. Em 2006, o prédio sofreu uma grave incêndio que destruiu boa parte de sua estrutura. E em 2010, após sua reforma, foi reinaugurado como centro cultural com uma temática contemporânea.


Seu nome é em homenagem a Gabriela Mistral, poeta, diplomata e educadora chilena. Ela foi a primeira latino-americana a ganhar um Prêmio Nobel de Literatura, por sua obra poética e a influência de seu pensamento no contexto da região.


O Centro Cultural possui uma loja de vinhos, um restaurante e uma livraria. É possível fazer visita guiada em espanhol pelo local, podendo ser um tour voltado a história ou um passeio mais artístico, sendo necessário fazer a reserva com antecedência. A sua entrada é gratuita.


Para saber mais, acesse o site.


Plaza de Armas

A Plaza de Armas é o marco zero do Chile. Ela foi construída em 1541, durante o domínio espanhol, e seu objetivo era concentrar ao redor dela as construções administrativas da colônia. Lá também aconteciam festas, reuniões cívicas, julgamentos de criminosos, e muitos deles foram assassinados no local.


No século XIX, a praça passou a ser um lugar arborizado e com atividades culturais, sendo tomada por comerciantes informais e artistas locais.


Próximo a praça, se encontra o Paseo Ahumada (são 4 quarteirões com lojas nacionais e internacionais), Correio Central, o Museo Historico Nacional (museu que conta a história do país desde os povos pré-colombianos até a ditadura militar no Chile) e o Museo Postal y Telegráfico.


Como também a Catedral Metropolitana de Santiago, que é a sede da Arquidiocese de Santiago, um Monumento Nacional e o principal templo católico-romano de estilo barroco neoclássico do Chile. A Catedral foi concluída em 1800, sendo a quinta construída no local.


No local é possível encontrar os túmulos de pessoas importantes para o Chile, como de Diego Portales, empresário e político que foi assassinado, e também de bispos e arcebispos. Lá também está um monumento para os corações de quatro capitães que morreram na Batalha da Concepción.


A Catedral também abriga o Museu de Arte Sacra, onde possui obras dos jesuítas do século XVI, esculturas e mobílias.


Para saber mais sobre a Catedral, acesse o site.


Iglesia San Francisco de Alameda

A Iglesia San Francisco de Alameda foi construída, originalmente, a pedido de Pedro de Valdivia, fundador de Santiago, como uma pequena capela para abrigar a Virgem Del Socorro, que acompanhou a conquista do Chile.


A capela começou a tomar forma de igreja em 1575, porém foi destruída devido a um terremoto. E com os anos, a sua torre foi sendo reconstruída por causa da ação de vários terremotos. A torre atual foi inaugurada em 1857 e conta com um relógio de quatro faces.


A igreja e o convento é o monumento arquitetônico mais antigo do Chile. Hoje, o convento é um museu, no qual conta com relíquias religiosas e arte colonial. E desde 1951, a Iglesia San Francisco de Alameda é considerada Monumento Nacional.



Mercado Central

O Mercado Central foi inaugurado em 1872, sendo projetado por Manuel Aldunante em estilo neoclássico, se tornando um dos prédios mais bonitos de Santiago naquela época.


O prédio passou por diversas reformas, restaurações e expansões, mas a estrutura original de metal permanece até hoje, sendo considerado a característica mais marcantes do Mercado, com desenhos nos arcos que simbolizam a agricultura e a paz.


O Mercado possui estantes de frutos do mar, de frutas, de verduras, de laticínios, como também lojas de vinhos chilenos e restaurantes, com garçons que falam espanhol, inglês, francês, italiano e português, sendo um incrível ponto turístico para conhecer a gastronomia chilena.


Para mais informações, acesse o site.


Estádio Nacional de Chile

O Estádio Nacional Julio Martínez Prádanos foi inaugurado em 1938, e é casa da Seleção Chilena de Futebol, “La Roja”, e do time Universidade de Chile, também conhecido como La U.


O Estádio possui um passado triste. Durante o golpe militar de Augusto Pinochet, ele passou a ser usado como campo de concentração e de tortura. Só deixou de ser usado pelos militares, pois a seleção chilena precisava disputar uma partida classificatória contra a União Soviética, no qual se recusou a jogar, e o Chile se classificou para a Copa de 1974.


A principal competição internacional que o estádio sediou foi a Copa do Mundo de 1962, como também vários shows internacionais, como U2, Madonna, Michael Jackson, Coldplay, entre outros. Hoje, o Estádio Nacional de Chile é considerado como Monumento Nacional desde 2003.



Templo Bahá’í de Sudamérica

Durante os séculos 19 e 20, foi definido que teria em cada continente uma Casa de Adoração Bahá’í, resultando em 8 templos: na Alemanha, Austrália, Índia, Samoa, Uganda, Estados Unidos, Panamá e Turcomenistão, ficando pedente o templo da América do Sul.


Templo Bahá’í de Sudamérica foi finalizado em 2016, sendo o templo mãe da religião Bahá’í. O projeto foi realizado com base nos textos de Bahá’u’lláh, fundador da Fé Bahá’í.


Não é permitido tirar fotos no interior do templo, como também não entrar com shorts em respeito.


Para mais informações, acesse o site.



Quer saber mais sobre a história de alguns pontos turísticos imperdíveis da Gran Santiago... fique ligado no próximo post do Bora Viajar Pelo Mundo!!


Ah, se quiser uma ajudinha para montar o seu roteiro, pensado exclusivamente para você... é só entrar em contato!!

0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

コメント


bottom of page